Site de Poesias

Menu

Fervendo e Fervilhando

[Ilustração não carregada]


Abafa-se o ar,

Sol quente a queimar.

Suado labor

Nos faz enfastiar.


No entanto, frescor

Adentra-me pois.

Tormento, então,

Protelo... Depois!


Sorriso cortês

É sempre tão bom!

Dou ele e me dão

De igual, próprio tom.


É que hoje o azul

Celeste clareou...

A idéia chegou

E o tédio levou.

 

 

Compartilhar

Artur Nogueira, SP - 30/01/2014

Rosely T. Sales
15/02/2014