Site de Poesias

Menu

O Menino Maluquinho

[Ilustração não carregada]

 eu vivia triste e agora vivo sorrindo.
conheci uma menina levada
que faz tanta trapalhada
e agora virei menino
 
ela suja o dedo de lama
e passa na minha cara
eu digo não, ela não para,
eu mordo ela, ela me ama
 
eu amo ela, ela me morde,
eu chuto ela, ela me chuta,
a gente sempre se cutuca
e  faz de tudo o que não pode
 
de dia ela vem e me chama,
ela aparece eu me escondo
ela diz reto e eu redondo
no fundo a gente se ama
 
ela ta sempre risonha
eu ando sempre sisudo
chamo ela de pamonha,
ela me chama de olhudo
 
de Maria Sem Vergonha
de baixinho narigudo
de passa anel e a dedonha
nós já brincamos de tudo
 
bola, carrinho e boneca
amarelinha e peteca
pipa, peão, bicicleta
 
sempre o menino levado.
sempre a menina sapeca
 
ela sobe no telhado,
eu corro logo pra janela
fico olhando assanhado
em baixo da saia dela
 
belisco ela e ela me cospe
tudo isso com carinho
uma moleca maluca
e um menino maluquinho
 
 
se ela é polícia eu sou ladrão
se ela e empregada eu sou patrão
se ela e rainha eu sou peão
 
é sempre assim nosso jogo
se ela e princesa eu sou bobo
se eu sou bombeiro ela é fogo!!
 
se ela me da eu não pego
se ela confirma eu renego
se ela me agita eu sossego
 
se ela tem pressa eu espero
se ela recusa eu pondero
se ela não dá então quero
 
se ela quiser não  vou dar
se ela for impar eu sou par
se eu for deserto ela é mar.
 
se ela é alvo eu sou tiro
se ela se entorta eu me viro
se ela me beija eu suspiro
 
se eu escondo ela encontra,
se eu fico quieto ela apronta
se ela é à favor, eu sou contra
 
eu vou na frente ela atrás
ela é de guerra eu de paz
eu sou de menos ela é demais!
 
Brincamos toda manhã
Eu so vou dar uma pista
pêra uva ou maçã?
 
SALADA MISTAAAA!!!
 

Compartilhar
BRUNO
08/12/2013

  • 2 comentários
  • 144 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados