Site de Poesias

Menu

VOCE E A ROSA


 
 
Do singelo  botão fez-se uma rosa
De veludo nas pétalas, vermelha, vaidosa
Sobre  todo jardim veio se impor
Deviam todos olhar só para ela
Que a admirassem e por ser bela
Cobrava um tributo a cada flor
 
Voce também chegou e presunçosa
Por ser linda também fez-se orgulhosa
Escravizou a quem ousou te amar
Entristeceu a muitos sem ter pena
Sentia-se como se fora deusa plena
Entronizada no cimo de um altar
 
Mas, fazer  o que, viveram o  momento
Como  folhas secas dependentes do vento
Veem-se sem beleza, foi-se a graça
A rosa, já sem viço, de pétalas mirradas
Voce não tão jovem vivendo  angustiada
Reclamam assombradas do tempo que passa

 

Compartilhar
BUENO
30/06/2013

  • 4 comentários
  • 288 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados