Site de Poesias

Menu

Distância

Hoje, nem bem era manhã,
ainda se fazia presente a aurora
pensei haver ouvido um toque lá fora
por certo efeito da reiterada insônia

que há tempos me faz companhia,

mas é que meus dias grandes
têm-se me apresentado em breu
saudade de quem está distante
carência do anjo que imaginava ser meu...

Assim, vamos nós, eu e minha sina;
ora, eu desenho o caminho a que aspiro;
ora, ela é quem me equilibra no universo.

Mas entre nós, uma saudade paulatina
por vezes, ladina, afana-me o ar que respiro
e submerge meus sentimentos em verso.

Compartilhar

Curitiba

Cid Rodrigues Rubelita
02/02/2013