Site de Poesias

Menu

Ecos da Alma - Dueto com Gilberto Brandão Marcon e Soraia Santiago

[Ilustração não carregada]

Ecos da Alma
 
No trilhar de passos, no repouso dos sentidos.
Quando eu era um alguém – de repente
Desfaleci em matéria, vi-me em cores e sons.
Vivia sonhando com a hora quente.
Calor, ígnea chama que repousa na alma.
Contava quadras e imaginava tons...
Apenas para zombar das medidas, para esvair.
Esboçava melodias contrárias aos sons...
E era a ausência que denunciava a presença.
Contratos de ilusões apagados
Apagadas memórias, tão verdadeiras quanto irreais.
Lembra-me uma noite apenas.
Página perdida num livre sem começo, e sem fim.
Lentamente eu vou seguindo
E quanto mais encontro, mas pareço perder.
Recados de um grande final,
Meros fragmentos, pedaços de um todo.
Xeque Mate!
 
Dueto – 18/03/2012
 
Soraia Santiago
&
Gilberto Brandão Marcon
 

Compartilhar

Eita que fazer dueto é bom demais..
Unir palavras diferentes, pensamentos distantes em um só poema. por ai..

Ciganita
& Gilberto Brandão Marcon
18/03/2012