Site de Poesias

Menu

Passagem

 

Quando o tempo perder razão,
E o meu coração desistir
E almejar a transmutação;
Quando ao poema me fundir;
Quando a matéria se render
Ao privilégio de cantar
E o que era dor evanescer:
Virar amor noutro lugar;
E quando surgir o arco-íris,
É bem capaz de tu me veres
Suspenso no ar...
(Quem faz a última viagem
Tem que se perder na paisagem
Pra poder chegar.)

 

Compartilhar
Ederson Peka
19/06/2011