Site de Poesias

Menu

Mas tudo bem...

Eu costumava ser uma garota melhor
Costumava abrir portas e sorrir
Quando era menina, podia correr para sempre
E defender minha vida, como um super-herói
Mas os anos jogaram fora
E colocaram minha devoção em um comércio
Minhas palavras jogadas ao céu
Que sente meus medos, e os devolvem ainda pior
Se você medir o tempo
Em segundos ou em existência
Não haverá diferença alguma
Em momentos... Poucos momentos
Eu consigo recuperar algo de bonito que restou em mim
Fechar os olhos, e sentir as folhas de outono caindo sobre meu rosto
Acordar com a lua no céu claro
Sentir o orvalho em meus pés
Colher uma fruta e leva-la direto a boca
Tão feliz, que os olhos brilham mais que um mar de estrelas
As árvores, a grama, o céu...
Fazendo questão de parecerem mais vivos do que nunca
Só para me ver sorrir...
Tudo isso ao som do leve canto dos pássaros
Em um mundo distante dentro de mim
Em um lugar onde eu posso me sentir inigualável.
 

Compartilhar
Thalita B.
10/04/2011