Site de Poesias

Menu

TRABALHADOR RURAL

Assim que o dia anuncia

Acorda as cinco da manhã

e pega a sua bóia fria.

Enche o peito de orgulho e leva sua inchada.

Aquela companheira de sempre

dessa longa jornada.

Com suas mãos calejadas e o rosto pingando suor.

O dia vai passando e o cansaço vai ficando pior.

Com seu chapéu de palha

é meio que tapar o sol com a peneira.

 Mas sua alegria vem

quando vê seus filhos descendo a ladeira.

Chegando da escola

muito humildes com os cadernos dentro de uma sacola.

Ele vai logo dizendo

Meus filhos de cansaço teu pai estar sofrendo.

vai logo em casa almoçar para teu pai vim ajudar.

Das minhas mãos calejadas meus filhos 

eu tiro o sustento pra vocês poder estudar.

 

Compartilhar
juscelino alves
29/11/2010

  • 0 comentários
  • 970 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados