Site de Poesias

Menu

VIOLÊNCIA

 Olha a cidade ao meu redor.

criança que chora e mãe lamenta.

Não tem nada que dar sustento 

a comida não mais alimenta.

É a violência um desespero que bate a porta.

é um pai ao ver sua filha ali morta.

Choro de dor pra sociedade

Clamor para as autoridades.

Aonde tudo isso vai chegar.

Será que a violência não vai mais parar.

É  gente pedindo paz.

queremos viver uma vez mais.

sangue inocente que se derrama.

É o ódio por perder quem agente ama.

É um grito de dor

um choro por amor.

Uma sociedade pedindo paz.

Compartilhar
juscelino alves
24/11/2010