Site de Poesias

Menu

Ideologia (crônica)

[Ilustração não carregada]


Ideologia
 
A família é o pilar essencial para a formação ética de qualquer cidadão, porém com a modernização das famílas de hoje, elas "esqueceram" o conceito de felicidade e perderam alguns valores da geração passada.
 
Antes de mais nada é importante pensar no conceito de felicidade e como ela está ligada a família. Ao iniciarmos uma reflexão, devemos analizar os paradígmas consumistas que a sociedade impõem para uma família feliz, o que é um erro, afinal há outros valores  que a tecnologia não pode substituir.
 
Com a evolução de certos eletrônicos —  as máquinas passaram a ocupar o lugar do homem, os brinquedos dominam a cabeça das crianças, e as pessoas estão se tornando cada vez mais materialistas, pois sempre almejam o mais moderno e prático.
 
Com essa evolução, as famílias estão acabando, os casais não querem mais ter uma família grande, os casamentos não são mais eternos e o amor não é mais prioridade. Os meios de comunicações são os maiores veículos de transmissão ao vivo, bom som e imagem... 
 
"O capitalismo tem o poder, tudo se transforma em mercadoria... O dia das crianças, dos pais, dos namorados, das mães! Enfim, muitas vezes a propaganda induz o indivíduo e o transforma num robô consumista...A moda do verão, do inverno, natal, primavera, esporte, decoração.. e assim explora-se duplamente o lucro do trabalhador". 
 
"No fundo a ideologia faz com que o trabalhador que produz quase tudo que aparece nas propagandas não teem bem nenhum!..Se conformam apenas ve-los, se possivel em cores...O lucro é de quem tem mais..É nítida as superioridades pelas riquezas!...deste modo, mantém-se em nós a noção de inferioridade"!...
 
"Deparamos talves com o principal laboratório  de aprendizagem e exercício de crueldade que vai se espalhando na sociedade, cujo único vínculo é a compra e venda de tudo!!!Quantas propagandas são enganosas, outras são imorais-não porque apelam para o nu, mas, porque apelam para a mentira, muita mentira, muita ilusão, meias verdades".
 
"A consciência de boa parte dos consumidores já perdeu a capacidade de tomar uma atitude, o amor e a amizade são traduzidas pelo ter, pelo possuir, pelo presentear, se esquecendo do verdadeiro significado do amor. Sem distinção de qualquer natureza, a igualdade não existe na sociedade em que as pessoas são consideradas pelo nome que tem..."
 
"Ou pelo poder econômico; Se julgam donos do poder! Triste Realidade, "todo poder emana do povo"! Portanto devemos mudar nossa maneira de pensar e agir, - consertando nossos erros para principalmente proporcionarmos um futuro melhor do que aquele que recebemos".  
 
Antigamente o homem era responsável pelo sustento da casa, a mulher cuidava somente do lar e filhos, que eram muito mais apegados aos pais e por esse motivo as pessoas eram mais religiosas, menos consumistas, possuiam mais valores, e os casamentos eram eternos.
 
Em meio a'uto exploração do comércio perdemos o rumo, somos robos do interesse público e não vemos nosso dinheiro empregados em melhorias...Hoje em dia, o custo de vida é muito alto.  A educação já não é tão rígida e os direitos das mulheres mudaram, são mais independentes e cada vez mais serão, motivo que a faz cada vez menos pensar em ter filhos, família e repassar o amor. 

 

 

S.S.

Compartilhar
Xama
25/10/2010