Site de Poesias

Menu

DELICADO

DELICADO

Ai...agente recusa o que pode

E,não,ao dedo da morte

As luzes das vozes

recusa o que ,no coração explode

Dizendo que sofre

É chora!

Arrependido da sorte

Que enquanto pode

Não disse que amava...

Compartilhar
Iracema Albuquerque
15/09/2010

  • 0 comentários
  • 42 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados