Site de Poesias

Menu

Poeta amante...

[Ilustração não carregada]

  

                  Libertando alma e razão
              Espalhando a fragrância paixão
                Alegria em qualquer estação
                   Embriagada de emoção...

                    Não quero ser normal
                  Quero cometer absurdos
                     Por amor ficar mudo
                  Seus lábios me diz tudo!  

                  Como homem possuido       
               Me penetra mesmo distante                     
              Quente, paralizante, brilhante
                Meu querido poeta amante!
    
              De seus olhos saem fagulhas...
                 Explora meu corpo inteiro
              Conhece todos meus desejos
           E procura realiza-los de todo jeito!

            Bebendo o néctar de teus beijos  
           Sinto seus carinhos mais ousados
            Meu corpo preso em teus braços
          Me proporciona aminésia e colapso.

       Hipnotiza meus pensamentos contrários      
        Deriva no vento de meus seios fartos
         Navega no céu de minha boca alado
            Adentra meu coração alucinado.

      Arranca de minhas entranhas o máximo
  Lamb(usa-me) os avessos e lados, enquanto  
    Seus dedos acariciam meu corpo molhado
             ..e dançam dentro de mim...  
                           
                    Voz rouca gutural                       
               Desejo flamejante carnal
                   Me tira do normal    
          Liberando minha emoção total!

           Mulher animal, domesticada
            Fera latente, apaixonada
        Louca, despudorada, insinuante...       
              A tua amada amante! 

            Fêmea de fogo arfante...
              Dormência incessante                        
            Você é o meu calmante   
          Meu querido Poeta amante! 

 
S.onho.S
   S.S.

Compartilhar
Xama
26/08/2010