Site de Poesias

Menu

Cores Brancas

 
Vi! Seu sorriso curto, quase sem graça tanto amarelo,
Vi! Também o cinza daquele abraço fraco não querendo,
Abraçar.
Aos poucos vi as cores do arco-íris se formando sobre mim,
E naquele dia! Renasci como um pássaro branco a pairar no,
Céu azul.
A distancia! Muitas vezes chorei! Sim de alegria!
Por ter visto o novo dia que brilhou como um sol lindo!
Radiante amarelo, que transmitia o calor de suas ondas,
dando-me novas emoções.
E seu sorriso agora é lágrimas de solidão...
e sozinho migra em leitos incertos, e cada dia mais sofres com,
Sua decisão errada e má de me fazer sofrer.

Compartilhar
Hynes Margarida de Oliveira
03/07/2010

  • 0 comentários
  • 39 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados