Site de Poesias

Menu

* Verso fujão *

[Ilustração não carregada]

 

verso arteiro fugiu de mim sem dilema

onde se meteu aquele danado ?

Talvez esteja escondido nas entrelinhas do poema

será que ele pensa ter escapado ?

 

se o fujão se embrenhar cá dentro

certamente irei recuperá-lo

mas se desaparecer sem sofrimento

outro verso buscarei  não irei procurá-lo

 

Versos que fogem do pensamento

são como estrelas que explodem

não brilham mais no firmamento

fragmentos de luz que implodem

escondem-se nos umbrais do sentimento

 

Úrsula Avner

 

* poema com registro de autoria

*imagem do google sem informação de autoria

 

Compartilhar

Um abraço carinhoso a todos que me visitam e deixam aqui seu comentário.

http://www.ursulaavner.co...

http://urulaavner.blogspo... no meu cantinho

Úrsula Avner
25/06/2010