Site de Poesias

Menu

Devaneios de um Montador do Distrito Industrial

 

Ah!! Um dia....

Vou comer uma caldeirada

Em minha casa

Vou passear com as crianças

Na praça da saudade

Pra matar a saudade

De meu bom tempo

De criança que passou.

Vou assistir a um jogo no Vivaldão

Vibrar com meu time do coração

Depois visitar um parente, um amigo, seja quem for.

Quero passar um domingo feliz

Sem estar aflito, o que não me condiz

Sem pensar no distrito industrial.

Quero falar, abraçar o mais próximo ser humano

Aqui dentro tem alguém me vigiando,

E também as peças estão passando,

E eu tenho que montar, montar, montar.....

Esquecer meu potencial de criar.

Montar, montar, montar....

Esquecer meu potencial de criar.

Compartilhar
Eng.Rubemar
31/05/2010

  • 3 comentários
  • 336 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados