Site de Poesias

Menu

Filhos de Maria

 

 
Resumi em migalhas pra citar esta versão,
Assim aos poucos meu ser crescia.
Como verdadeiro filho de Maria...
Saudoso como um menino serei lembrado,
E como vinho apreciado, ou como um hino,
Tocado ao entardecer...
Num só instante serei lembrado!
Deixo assim esta prissão... Ouvindo vozes de anjos,
Vindo distante.
Mil formas de amar conheci e nelas mergulhado,
Sobrevivi...
Hoje órfão de Maria... E cito migalhas deste dia.
E o cajado que me sustenta! 
 É o amor, a compreensão, o pão de cada dia.

Compartilhar
Hynes Margarida de Oliveira
19/03/2010

  • 1 comentário
  • 69 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados