Site de Poesias

Menu

Saudade

[Ilustração não carregada]

 

 
Busco na memória

e começo a cultivar lembranças.

Penso em pessoas, lugares, rotinas,

tudo o que um dia

ficou para trás.

Em algum lugar

tudo aquilo ainda existe.

A saudade, oportunista,

apodera-se do momento

e rouba meu presente.

Meus pensamentos

já não cabem mais em mim.

Lenta e profundamente

sou conduzida ao passado.

Nada sei do momento da partida,

nem como chego lá,

mas reavivo as cores

e sinto o cheiro do tempo.

Ouço o som conhecido

de vozes e risos,

editados pela saudade.

Pessoas queridas

que já se foram,

seus planos interrompidos.

O que faltou fazer?

O que queriam me dizer

e não disseram?

Ainda estão comigo.

Ainda são jovens e sonham.

Não sabem que seu tempo não espera.

Também não sei eu sobre o meu.

Só encontro nele uma fresta

e viajo de volta,

impune, coração disparado,

saudade demais...

Compartilhar
Roberta Marcon
09/12/2009