Site de Poesias

Menu

AQUELE OLHAR

 

 

 
Aquele olhar foi o mistério envolvente da rosa primeira aberta ao vento
Espiando-me no fundo da noite
Entre sombra e entre luz
Ante a beleza da lua
Num silêncio encantador que até me acalmou
E dançamos livremente
Tontos de tanta emoção
No momento divino
E a carne estendida ao chão
Pelo som de palavras ternas
Pelo mistério do amor
Cheirando dentro e fora de mim.
 
E um choro manso nasceu em meus olhos
Enquanto eu olhava o céu sorrindo
E uma mão procurava a minha.
 
Foi muito mais que um mistério
Foi tudo muito lindo
Foi um amor divino
Que a manhã tomou de assalto
E feriu dentro de mim
Ao te ver já longe sem ter deixado um adeus pra mim.
 
 
 
 

 

Compartilhar
Sandra Cristina Martins
13/09/2009