Site de Poesias

Menu

Tateando

[Ilustração não carregada]

-PROCURO-TE, AVANÇANDO APARENTEMENTE DECIDIDA,
PORÉM, DESLIZO ONDULANTE, SINUOSA, LÂNGUIDA,
POR ARESTAS QUE QUEM SABE SEJAM JAMAIS BURILADAS.
 
-ESQUIVO-ME, ANCORADO EM MEU RELUTANTE COMPROMISSO
DE ANDAR DISPERSO E DESCRENTE, INCUBADO, MÓDICO,
COMO QUEM SEQUER ASPIRA SER TOCADO POR UM CORPO.
 
 -DOMANDO VERTIGENS, MEDOS, SILÊNCIOS PRAGMÁTICOS E
MISTIFICANDO RITUAIS, AVENTURO-ME A ALCANÇAR TUA ALMA,
TOCAR TUA MATÉRIA COM A COMPOSTURA DE UM FAQUIR.
 
 -REMONTO AO PASSADO, ÁRDUO, NUM CHORO COPIOSO, ASSIM
QUERENDO MUITO FAREJAR UMA ÚLTIMA ILUSÃO ESQUECIDA
NUM MAR DE PURO ESCÁRNIO PARA COGITAR O TEU AFÃ.
 
 -AFRONTANDO OS DESEJOS DESTA CARNE QUE ME VESTE
E ME CONDUZ MANSAMENTE PELOS OBSCENOS SONHOS,
ABANDONO-ME NO SENTIMENTO QUE PROVOCAS.
 
 -O BRASEIRO QUE ACENDES QUANDO, VOLTA E MEIA, VOLTA
ENCARCERA-ME DESNUDO, TATEANDO O PRECIPÍCIO,
OPTANDO, NUM FLASH, ENTRE O VOO E O OCASO.
 
-CALANDO MEUS BARULHOS, SORVO O CÁLICE QUE ME OFERECES,
PERFILHANDO OS EFEITOS DE TUAS ESTRATÉGIAS,
QUE AVIVAM MEU SANGUE COM VELADAS PROMESSAS.
 
-É MAIS DO QUE VERDADE O MEU AMOR ÁVIDO POR ESPERANÇAS,
QUE SUPLANTA O LEITO DE TRISTEZAS ONDE PERNOITO
E PERMITE QUE EU COBRE-ME UM BISSEXTO ROMPANTE.
 
-CALA-TE, POIS EU QUERO.
 
-CALO-ME, POIS ME RENDO.
 
 
Gloria Salles
         &
Francisco Abel Mendes d'Almeida, em 2009.

 

Compartilhar

Agradecimento...

Gloria, voltar a escrever com você é retomar contato com a poesia visceral e autêntica, como tudo na vida deveria ser. A paixão pelos versos e por se expressar através deles faz de você um ser humano singular, capaz de, a toda hora, desprender-se do mundo caótico para criar infinitas utopias amorosas, que enchem nossos corações de esperança quanto ao dia de amanhã. Pela pequena obra-prima que me doou,
Muito Obrigado!


Cantou pra mim...

“Quando eu soltar a minha voz, por favor, entenda que, palavra por palavra,
eis aqui uma pessoa se entregando. Coração na boca, peito aberto, vou sangrando. São as lutas dessa nossa vida que eu estou cantando.” (Gonzaguinha) Na foto, Abel, Lea, Edye e Marcela.

Francisco Abel Mendes d`Almeida
& Gloria Salles
05/09/2009