Site de Poesias

Menu

Nunca é Tarde Demais

[Ilustração não carregada]



Se houver a possibilidade
de um único segundo disponível,
deve-se lutar por um objetivo.
A força está em tentar,
pois quem não o faz
nunca saberá se poderia ter dado certo.
É preciso modificar o destino do ponto final
e imaginá-lo como novo ponto de partida.
É necessário vencer a intolerância
que faz-nos escravos de nossas posições.
É de bom termo ter flexibilidade
para avaliar as várias opções
e seus caminhos.
É essencial não deixar que a vontade
cegue a razão perdendo a visão ponderada.
Nunca perder as esperanças,
não aleijar-se das expectativas,
alimentando o futuro.
É arriscado anestesiar-se
com a passividade
deixando o destino à própria sorte.
Infeliz daquele que faz-se de vítima,
não precisa de inimigo, é ele mesmo de si.
A maior das perdas é não crer em si,
pois já se está derrotado antes dos combates.
A vida é trabalho construtivo
no cotidiano efêmero,
visando aprendizado da alma eterna.
E a alma sabe no fundo
que sua morada é distante,
um longo e difícil caminho.
Toda conquista não se faz por si só,
é necessário para tanto
ter vontade e objetivo.
Para os despertos do caminho,
o sonho só realiza-se
para quem tem os pés no chão.
Somente é possível
para quem sabe unir
a mística da fé e
a sensatez da razão.

 

Compartilhar
Gilberto Brandão Marcon
04/08/2009