Site de Poesias

Menu

A FELICIDADE NÃO MORA DISTANTE!

Não quero que seja como a brisa que passa,
Nem a pomba que para longe voa.
Não quero que me veja, do fogo a fumaça,
Nem o grito que pela montanha ecoa.
 
Quero que seja para mim uma verdade,
A qual desfrutaremos enquanto durar.
Para você, que eu me torne sua realidade,
Só peço que me ame e me deixe a você amar.
 
Quando nos tornarmos pó, viveremos,
Na lembrança que certamente ficará,
Se for você apenas uma brisa, morreremos,
Seremos, só, poeira que a brisa soprará.
 
Entrelacemos nossas mãos, nossos sonhos,
E juntos vamos buscar nosso horizonte.
Que nunca haja entre nós olhos tristonhos!
Vamos! Vamos porque, a felicidade não mora distante!
 
 

Compartilhar

Vamos de mãos dadas em busca da felicidade, juntemos nossos anceios e sonhemos juntos nossos sonhos. Pensando em poesia

Ubirajara Fernandes
24/10/2008