Site de Poesias

Menu

Dentro de mim

[Ilustração não carregada]

 
O que está dentro de mim
Está dentro de mim
Ninguém arranca
Se eu não quiser
Ninguém me tira do chão
Ou me faz descer das nuvens
Se eu não me dispuser
A navegar meus rios
A contemplar meus desvarios
A devastar meus mares
A conhecer em mim diferentes lugares
Cubro-me de sonhos
Ventilados pela poesia
Que cintilam no céu da nostalgia
Há dissabores e lágrimas
Agarrados às minhas saias
Também encontro ondas de amor e alegria
Percorrendo as minhas praias
Não é assim o vai e vem do mar da vida ?
Escrevo sobre o que salta das minhas areias
Até encontrar a saída

 
                                                        * Úrsula A. Vairo Maia*

 
 *Esta poesia tem registro na Biblioteca Nacional. Respeite os direitos autorais em conformidade com a lei que os regulamenta.

 
 

 
 

 
 

 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar

Queridos amigos do site e visitantes,
Obrigada por sua visita preciosa. Um abraço amigo. em meu cantinho

Úrsula Avner
25/09/2008