Site de Poesias

Menu

Segure minha mão

[Ilustração não carregada]

Quero me abrir, dizer que sou assim:
Muitas vezes procurando por mim,
Seja depois de uma desilusão,
Depois de um sim ou um big não.
 
Quer saber? That´s Ok! Sou assim:
Muitas vezes fugindo de mim,
No trabalho, filmes, fantasias,
E hoje, escrevendo poesias...
 
Confessarei, baby, sou assim:
Querendo a tristeza longe de mim.
Rir com você, que bem me faria!
Conversar, só sobre alegrias...
 
Quero me abrir, também sou assim:
Alguém descentrado só de mim.
Espero-te! Por você quero orar.
Fiz um café e bolo de fubá.
 
Quero dizer que também sou assim:
Reinventando algo para um fim.
Lembrei de um Salmo pra te ajudar.
Pegue minha mão, tudo vai passar...

Compartilhar

Muito obrigada pela visita! Fiz uma poesia inspirada em diversas pessoas que têm um coração pronto para estender a mão. De repente vc é uma delas!! Um beijo e um verso pra vc que gosta de poesias " O mundo? O que é o mundo; ó meu Amor? - O jardim dos meus versos todo em flor..." Florbela Espanca. São Paulo, capital.

Elisa Gasparini
07/09/2008