Site de Poesias

Menu

Guerreiro

[Ilustração não carregada]

Uma homenagem a Benito di Paula

 

Como num calmo mar, a canção navega deslizando
E o coração, esse guerreiro, que vive a alegrar-se ou a sofrer
Naturalmente, vai-se adaptando

Como num breu, no escuro, os passos se vão (vacilantes)
E a luz, essa guerreira, que a tudo ilumina
Clareia a estrada dos anônimos viajantes

Como na guerra, no absurdo, a letra cifrada é a v-i-o-l-ê-n-c-i-a
E a paz, essa guerreira que retoma, de mulheres e filhos a alegria 
Faz nascer, de novo, a vida em sua essência

Como num céu azul, "cortam" os pássaros alegremente
E o Benito (di Paula), esse guerreiro, que canta e encanta
Permite a sensação de se viver intensamente

Compartilhar

"Guerreiro" é aquele que persevera!
"Artista" é aquele iluminado!
"Benito" é o Mestre da composição.
É o "guerreiro iluminado"!

Salvador-BA, maio de 2008.

Silvestre Sobrinho
23/05/2008

  • 1 comentário
  • 3001 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados