Site de Poesias

Menu

Alucinação de amor

[Ilustração não carregada]

 

 
Sobre o travesseiro de flores de laranjeira
Um flech ofuscou meu olhar calmo e sonolento.
Vi seu corpo nu refletido no espelho da penteadeira,
Deu-me um frio na espinha naquele momento.
 
Sobre o criado que ladeava minha cabeceira
Uma foto sua aumentava meu tormento,
Minha ex-vida passou de forma sorrateira,
Enchendo-me de agonia e encantamento.
 
Uma voz que me foi familiar e costumeira
Aflorou-me no pensamento um antigo sentimento,
Sobre o veludo vermelho da velha cadeira
Recordei-me da primeira noite do nosso
casamento.
 
Alucinado de
amor e paixão, perdi a estribeira.
Debruçado sobre a cama na minha vã imaginação,
Sonhei... Ti amando a noite inteira.

Compartilhar

Obrigado pelo carinho da visita ao sair deixe um comentário ou uma simples critica

Jose Aparecido Botacini
11/12/2007