Site de Poesias

Menu

A tua face

[Ilustração não carregada]

 


Ponho-me em um silêncio sepulcral
Ungido pelo desejo de ti amar,
Eu sinto dentro de mim um sinal,
E dentro do meu silêncio te ouço murmurar.

 
Debruçado sobre a madrugada orvalhada
Sinto falta do teu cheiro, do teu doce olhar,
Espreito sob as sombras turvas do quintal,
E vejo a tua face suspensa ao luar.

 
Deixou sobre mim um resquício de saudade
De uma vida, um amor que não vingou,
Confesso diante da minha magoa a verdade,
Só tristeza e saudade foram tudo que sobrou.
 

 

Compartilhar

Obrigado pelo carinho da visita ao sair deixe um comentário ou uma simples critica.

Jose Aparecido Botacini
09/11/2007