Site de Poesias

Menu

GIOVANNA

Nunca sonhei que coubesse no peito,
Todo o prazer de sua doce companhia.
Sua presença, seu amor a cada dia...
Fazem-me feliz, contente de um jeito,
 
Que em palavras não consigo expressar.
E ao ver você rir, brincar, fazer pirraças...
 Pedir colo e aquecer com suas graças,
Meu coração, que até dói de tanto amar!
 
 
Um aninho Giovanna,e tenho a certeza,
Que você será muito feliz em toda vida!
Terá saúde, caráter, e d’alma a beleza,
 
Presentes do Bom Deus, e até vejam só:
Que será a justa recompensa merecida...
Pelo muito que você faz feliz a sua avó!
 
 
 

Compartilhar

Soneto feito a pedido de uma amiga e avó amorosa.Dia 03 de março faz um aninho a Giovanna.Ela é especial pelo tanto de amor que desperta nas pessoas .Parabéns e todos os votos do soneto! Em casa

Pedro Paulo da Gama Bentes
01/03/2007