Site de Poesias

Menu

PÃO DA VIDA


As dores da alma por muitos sentidas,
A maioria que dela sofre não se lamenta
Quem por amor se doa em vida,
Ser apenas amiga se contenta.
 
O exercício dessa virtude é fraternidade,
Quem a pratica faz seu viver salutar
Quem tem amor tem serenidade
É capaz de entender, e por altruísmo perdoar
 
Quem de amor se alimenta,
Faz dele seu pão de cada dia,
O pouco lhe satisfaz, lhe contenta,
E faz do sofrimento alegria
 
Bastante longe está o sol,
Mesmo assim na terra faz-se vida,
Belo é vê-lo quando no arrebol
E a posse dele não tem patente requerida.

Compartilhar

O exercício do amor é salutar,e quem o exercita dá a si e a quem se faz dele merecedor, extremos momentos de felicidade plena.
Recebam pois o alimento da alma praticando a fraternidade!. Vagando com a esperança de dias melhores

Ubirajara Fernandes
27/04/2018