Site de Poesias

Menu

Renúncia


Abro mão de minha fortuna
para vivenciar a miséria do seu mundo.
Minimizo a minha eloquência
para apreciar a imperfeição do seu vocabulário.
Ignoro a minha cultura
para me entreter com a sua arte.
Deixo de lado o meu sofisticado paladar
para me embriagar de vinho barato com você.
Ignoro a minha erudição musical
para dançar conforme a música que tocar.
Renuncio ao meu trono
para ser súdito de uma só rainha.
Subestimo o firmamento
para explorar as estrelas incandescentes
do céu da sua boca.
Repudio o meu preconceito
para evoluir como homem.
Desisto de ser o que sou
para ser o que você ama.

Compartilhar
Renato Alves
19/03/2018