Site de Poesias

Menu

Teu olhar

 

Teus olhos infinito encanto,

Olham-me como perguntar,

Onde andei em que cantos,

Com quem estava a andar,

Te olho e vou esclarecendo,

Esconder-te nada de ti,

Do que está acontecendo,

Não é de mim te mentir.

Adentras logo em meu ser,

É por dentro que me vês,

Conheces bem o meu ser,

E quando eu olho pra ti,

Tu já navegas em meu ser,

Difícil do teu olhar fugir,

Por te amar cada vez mais,

E sentir também teu amor,

Posso te dizer seres capaz,

Ver-me dentro sem temor!

 

Josélia Cavalcanti

06.01.18

Compartilhar
Josélia Cavalcanti
06/01/2018