Site de Poesias

Menu

A procura de você.

 

 

 

Enquanto a terra realiza os seus dois movimentos simultâneos, eu fico aqui parado sonhando com você, você é o meu centro de gravidade, não há como sair desta telha que me prende a você, o vento toca na superfície das águas formando ondas e marolas, os meus pensamentos se misturam as ondas eu perco de mim mesmo, a procura de você.

Compartilhar
João Marques JM
15/12/2017