Site de Poesias

Menu

BANDEIRA DA FRATERNIDADE

Não há luta tão ferrenha, tão santa,
Do que àquela que lutas contigo mesmo
Um duelo que ecoa de tempos distantes,
E mais tempo se vai até chegar a bom termo
 
À pecadores e justos alcançar o ápice da glória,
Independe de vitória no campo da liça,
Não se alardeie ó vencedor seja humilde na vitória
E serás reconhecido por ser quem mais galhardete iça.
 
Quem defende a bandeira da fraternidade,
Por ela em sua defesa, põe-se a dormir no frio chão  
E dar-se-á aprova da sua verdade,
Que é chegarmos a bom termo sem espada na mão
 
Tem-se a forma real de explicitar o amor, sim!
Está arraigado naquele que é fraterno,
Que se doa, e tudo começa e vai sem fim,
Pois que a prover o fraternal está o sempiterno

 
 

Compartilhar

Meus amigos de site, estamos diante de um novo e momento de cerrarmos fileira tornando-nos soldados da fraternidade .Porque não sermos mais presente?.Houve um momento que pensei em parar ,não me sentia bem em meio a tantos expoentes. Sei que o mundo o estamos levado por caminho sem volta, mas é possível com denodo ajustarmos nossas mentes vibrando no amor que sei estar de todos.

A todos desejo a Paz em vossos lares. que a fraternidade hoje e sempre abite o seu vossas mentes. Curando um resfriado

ubirajara Fernandes
15/12/2017