Site de Poesias

Menu

UM DEGRAU DE BOA INTENÇÃO

Subi a escada e não  dei conta
Que lá no meio falta um degrau
E de repente, apoio ausente
Desci com tudo, na vertical
Quebrei a tíbia e o perônio,
Um hematoma no occipital
 
Poria a salvo  uma ninhada de passarinhos
do instinto nato de um gato astuto
que no telhado tecia plano de grande astucia                         
A fogo-apagou fizera, no beiral, ninho
 
 
Mas, como disse o grande poeta
No meio do caminho tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
Na minha escada faltou um degrau
Faltou um degrau na minha escada
 
E estou aqui, moído e ralado
Todo engessado
Mas  medicado.

Compartilhar
BUENO
07/11/2017

  • 1 comentário
  • 23 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados