Site de Poesias

Menu

EU SEM MIM

EU SEM MIM Outro dia, logo cedo, ao me despertar, me peguei mirando a aurora da vida... Acordei, falei qualquer coisa fãnha, não reconhecendo a minha voz, corri ao espelho, e me vi... Vi meu olhos vermelhos, em lagrimas ali. Ali... Não me reconheci! Assustei-me comigo mesmo... Assustei-me com, o eu do outro lado. Aquele eu apresentou-se, distante de mim... Longe, muito longe dos meus sentimentos! Aquele eu ali, estava... Amassado, cansado, enrugado velho... Para aquele eu ali, o mundo parecia esta por um fio... Um ébrio na corda bamba Eu nem me vi ficar assim! Não sei por onde andei, não tive tempo de prestar atenção em mim. Agora, sob a sombra desse crepúsculo... Aqui! As vezes me convenço que, esse mim, não sou eu, e que esse eu, todavia carrega saudades de mim. Agora perto do fim.... Procuro o eu, que à muito... Esteve em mim. Antonio Montes

Compartilhar
Antonio Montes
01/11/2017