Site de Poesias

Menu

A retórica da saudade



 
A saudade só existe
quando não esquecemos
o passado; não mereço esta
saudade, porem minha alma
não reluta em busca-la.
Eu bebo o pranto desta saudade
como o beija-flor bebe o mel da flor
e este pranto que bebo também o derramo
como se fosse um ribeirão desaguando no mar.
...A retórica da saudade exalta os mistérios
daquilo que não foi, mas deveria ter sido...
 
J.A.Botacini.
 

 
 

Compartilhar
Jose Aparecido Botacini
18/10/2017

  • 3 comentários
  • 22 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados