Site de Poesias

Menu

Inacabado

Aproveitemos o tempo.

Cada vida é uma história: Fantástica ou não.

Experimentemos o que for possível, empiricamente.

Os olhos verão, os ouvidos escutarão e há tanta novidade...

 

Talvez eu beba um copo de cachaça.

Tenho tempo... É preciso experimentar.

Pode ser que eu encontre prazer e alguma graça.

Pode ser que o álcool me faça despertar.

 

Quero conhecer locais que minha mente só imagina.

Quero escrever, estudar, ascender...

(Tenho tempo?) Observo o relógio com nostalgia e paro:

Que sensação é esta de que algo está indo embora para sempre?

 

Tenho tempo! Mas que fazer se as areias estão dispersas?

Por mais que tenhamos, não será suficiente,

Porque coisas ficarão inacabadas, desertas...

Há um começo eficaz, o final é apenas eficiente...

Compartilhar
Thiago da Silva Carbone
19/08/2017