Site de Poesias

Menu

Inocência?

Temos inocência?

Quando chegamos ao mundo, a visão é pura?

Quem pode afirmar? O que há, talvez, é expectativa

De vivermos o claro, embora a vida seja escura...

 

Analiso que mesmo as crianças de hoje possuem malícia.

O mesmo olhar diabólico de um adulto, nelas revejo.

Há quem critique meu ceticismo na humanidade,

Mas quem pode negar o quanto nos corrompe o desejo?

 

Maquinamos tramas, sabemos das consequências,

Esquematizamos as ideias e pomos em execução...

(Atropelamos também quem estiver no caminho!).

Não se preocupem: Haverá justificativa, mesmo sem "justificação".

 

Então, questiono: Houve ou há inocência?

Parece-me que é tão relativo. Parece-me que é coisa do passado.

(Ou engano-me?). Quem saberá responder...?

Observando descrente, fico a aguardar, intrigado...

Compartilhar
Thiago da Silva Carbone
09/08/2017