Site de Poesias

Menu

CAMINHO DE VOLTA...

 deponha nesta arena 
as suas armas 
ódios mágoas rancores 

abra seus braços 
enlace luzes 
semeie flores 

perdoe incondicional 
sorria desprevenido 
soterre orgulhos humores 

releve entenda contendas 
espinhos encravados na carne 
seja criança infância se desarme 

refaça os passos desenganos 
perdoe-se perdoando aliviando 
enxugue lágrimas cultue amores 

pássaro alado enviado da paz 
alce voos rumo às estrelas 
proscrito filho de volta ao Divino... 

 

(13/02/2009)

Compartilhar
EDILOY A C FERRARO
08/08/2017