Site de Poesias

Menu

Voa, voa

Voa, voa passarinho
Que minha gatinha quer você 
Senão, no chão, ela vai te comer

Pequeno passarinho sou seu amigo
Por isso, te aviso
Voa, voa rapidinho e vá longe daqui construir o seu ninho
Sei passarinho que está a pilhar gravetos para o seu lar
Mas, cuidado que minha gatinha está já a te olhar
Voa, voa passarinho com sua esposa vá tranqüilo e com os filhotes morar
Longe de felinos espertos que só pensam em te devorar
Voa, voa passarinho último aviso a lhe dar
Por mais que ame seu canto em meu refúgio
Não te quero ver aqui padecer e seu canto nunca mais poder entoar.
Voa, voa passarinho adeus e nunca mais volte
Até minha gata aqui morar 

Compartilhar

hoje, vi dois passarinhos no quintal... bem, minha gatinha não (risos) Botucatu - São Paulo

Marcela Hebeler Barbosa
20/07/2017

  • 0 comentários
  • 59 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados