Site de Poesias

Menu

QUERIA DIZER-TE TUDO MAS NÃO POSSO

Queria dizer-te tudo

mas não posso

Queria dizer-te tantas coisas,

mas não posso. 

Queria poder abrir o meu peito

e deixar livre o meu coração

para, em voz alta e firme, libertar,

em palavras,

com toda a sua força e ímpeto

a fusão de átomos de paixão

que mantêm aceso o seu núcleo.

Mas não posso. 

Queria poder olhar nos teus olhos,

apreciar-te e contemplar-te

mas sem palavra alguma

dizer-te tudo e nada:  

tudo sobre a enorme saudade

que me corrói por dentro; 

tudo sobre o confuso,

mas profundo sentimento de amor

que com grande fervor

cresce calma e silenciosamente em mim; 

Tudo sobre a vontade alquímica de me fundir em ti

num abraço doce, terno e eterno;  

tudo sobre o brilho dos teus olhos

que refletem o prometedor(?)

horizonte de sonhos infinitos

carregados pelo bote que se aproxima desde o além; 

Tudo, mas tudo,

sobre tua incomparável beleza,

sobre a tua indetenível e musical voz,

sobre o teu toque divinal...

mas nada de "até já",

 nada de "até amanhã " e

nada de " adeus"

porque me separar de ti jamais será uma hipótese. 

É pena que eu não posso!

Porque te vais achar;

Te vais envaidecer;

Te vais fofar;

E não me vais valorizar

 

Por isso não posso! 

 

By Martinho Augusto

Compartilhar
Martinho Jose da Costa Augusto
12/07/2017