Site de Poesias

Menu

DEVER POR DEVER...

Nesta vida devo agir honestamente
E com boa vontade, entrementes,
Fazendo-se assim mui bem se sente,
Ante aos olhares terceiros displicentes...

Dever por dever, pois, que se deva,
Contas se fazem e se pagam, e se segue,
Enquanto se tenha folhas de cheque
E saldo no banco em que se o maneja...

Tenho comigo o seguinte tal lema,
Do que devo, que eu e Deus saibamos,
Amigos e inimigos disso se dispensa...

Quero somente dever a Deus, em tema,
E dever a mim mesmo, no meu cotidiano,
E mostrar de que nada devo, isso conclamo..


QUE AS PESSOAS PENSEM QUE NADA DEVO E,
QUE EU DEVA SOMENTE A DEUS E A MIM MESMO...

Compartilhar
Josea de Paula
29/06/2017