Site de Poesias

Menu

SEPULTURA

E se sentir um frio

percorrer a espinha dorsal

seus cabelos arrepiarem

e alguma coisa ti tocar...

Nada mais é...

tudo se foi, e você também.

Ela ti levou,

agora você se encontra sozinho

inerte, calado, esfriando.

Onde ?

Deitado em algum necrotério

uns ti abrindo, outros ti lavando e,

será o último banho que receberá

e para onde você irá

só o silêncio sádico ti espera

pois, a cova já foi aberta

os vermes algres gritam

num êxtase total

esperando a hora de devorarem sua carne.

E lá não existe dia nem noite

o tempo é um só.

Quieto, esquecido...

Uma multidão irá ti seguir

alguns chorando

outros rezando...

A caminhada parecerá eternidade

do seu lado anjos e demônios

seguirão calados ti olhando

e agora???

A quem você pertencerá?

Vanderribeiro

28/06/2017.

 

 

 

 

Compartilhar
vanderribeiro
28/06/2017