Site de Poesias

Menu

DA JANELA...

Da janela do meu mundo
Consigo ver pouco de tudo,
Vejo o sol, a lua, as estrelas,
A chuva, leve ou densa,
E, sinto ter uma recompensa
Com boa dose de beleza...

Percebo o vento soprando,
Folhas mortas consigo levando,
Vejo os rios, os campos,
Os montes, no horizonte, ambos,
Vejo os jardins em flores,
Abelhas e borboletas multicores...

Vejo as formigas trabalhando
Para o inverno se preparando,
Vejo a cigarra cantando,
Todo o veraneio alegrando,
O passaredo voando,
Em revoada, indo e voltando...

E, pensar que, com certeza,
Se maltrata muito a natureza,
Ela assiste tudo, na sua, quieta,
Aos malfeitores, eis o alerta,
Se tem que ter o cuidado,
Se cuidar dela com amor esmerado...

Compartilhar
Josea de Paula
15/06/2017