Site de Poesias

Menu

A dor que me causastes. (Soneto)

Ao dizer o bem que me querias,
Não medistes as palavras que me dissestes.
Porque, em breve a mim vos mentirias...
Sem se incomodar com mal que me fizestes.
 
O meu coração sofreu severas avarias,
Meu sonho de ama-la vos desfizestes.
Minh ‘alma triste, soluçou noites e dias,
Pela alegria que de mim vos roubastes.
 
Mas, esta dor aos poucos foi passando.
E a esperança fez morada em meu coração,
Aliviando os infortúnios que a mim impostes.
 
Quando no futuro eu ti vires chorando
Não desdenharei da sua pobre condição,
Mas, sofreras sozinha pelo mal que me causastes.  
 
J.A.Botacini.
Julho, 2014
 
 
 
 

 
 

Compartilhar

Obrigado pela presença.

Jose Aparecido Botacini
01/06/2017

  • 2 comentários
  • 46 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados