Site de Poesias

Menu

OLHO GORDO


De alma lhana, humilde,
brejeira e humana
creio incontinente
no quebranto; no feitiço
nas simpatias profanas
 
Não duvides disso
que é certo e evidente
e se é coisa do povo
é de Deus, onipotente
 
Toda alma humana
temerosa e crente
sempre será sendo
e de crença necessita
para continuar vivendo
 
 
www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 

Compartilhar
sergio néspoli
23/04/2017