Site de Poesias

Menu

 

 

 

"SEI QUE NADA SEI"

E MESMO QUE SOUBESSE,

A TI NÃO O DIRIA.

 

 

SOU DE POUCAS PALAVRAS.

CONSTRUO MEU DESTINO,

EM CIMA DE MINHAS INCERTEZAS.

 

 

VELEIRO SOU.

NAVEGO SOLITÁRIO,

NOS MISTÉRIOS

DE MINHAS ENTRELINHAS.

 

 

COMIGO VÃO MEUS MEDOS,

MEUS AIS E MEUS SEGREDOS.

ÚNICO DESEJO MEU,

SER FELIZ.

 

VIAJO SÓ.

 

 

Compartilhar
Maria Isabel Sartorio Santos
17/04/2017

  • 5 comentários
  • 102 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados