Site de Poesias

Menu

PODER E SOCIEDADE


PODER E SOCIEDADE

Criado pela civilização, está no princípio da razão


A relação de dependência onde existe ingerência


Condição do homem na evolução da socialização


Pessoal na sua essência, que espera obediência

Na sociedade o econômico tem mais notoriedade


Tem fundamento relacional, a origem de todo mal


Impõe sua autoridade sem conhecer a humildade


Sempre individual que se afirma no circunstancial

Para Weber é sujeição ao comando de uma ação


Em Focault é exercido, não meramente adquirido


Vontade da paixão que em Nietzsche é expansão


Quando não constituído pelo estado não é devido

Atributo mais desejado, pelo homem tão explorado


Sua defesa existencial, para viver de modo natural


Tolhido e dissimulado, quer ser o eterno idolatrado


Assim é o poder universal na sociedade contratual

Marco Antônio Abreu Florentino

Poema que enfatiza as relações de poder entre os homens, interferindo diretamente na política, na economia e no dia a dia do homem desde sua significação como sociedade. Tenho enraizada a ideia de que todo ser humano, desde a consciência da sua existência em comunidade, está sempre em busca do poder, seja o micro, representado pelas relações em família, trabalho e no restrito espaço social, seja o macro poder, representado pelo estado.

https://youtu.be/2cwR2-h9Dv4
(Podres Poderes - Caetano Veloso)

 

Compartilhar
Marco Antônio Abreu Florentino
12/04/2017