Site de Poesias

Menu

Furta-cor

Fora do alcance
De teus olhos furta-cor,
Tudo em mim
É uma miragem incolor.
 
Longe da orla bela,
Que circunda tua aura,
Nada em mim reverbera,
Sequer balbucia minha fala.
 
Ainda bem que tua essência,
Esse mister lúcido de Deus,
Assoma em minha existência
E oxigena os dias meus.
 
Ainda bem que nosso amor
É obra da misericórdia divina;
E os anjos, em voz uníssona,
Oram e vigiam ao nosso redor.

 
 

Compartilhar
Cid Rodrigues Rubelita
27/03/2017