Site de Poesias

Menu

VIVA A VIDA


Até onde? Até quando?
Por que a fome? Por que o sono?
Pai, dizei-me por onde ando.
 
O que é a morte? Por que é certa?
É só um abandono
Ou é solidão que aperta?
 
Quanta vida ainda me resta?
Dizei-me, pai, quanta vida,
quantas missas; quantas festas.
 
Dizei-me quantos outonos.
 
www.sergionespoli.recantodasletras.com.br
 

Compartilhar
sergio néspoli
19/03/2017