Site de Poesias

Menu

Mutantes

 

Já cheguei a acreditar que a ironia fosse algo repugnante;
Hoje a enxergo como um aliviante antídoto contra o cinismo.

Já acreditei que trair era se deitar com outra pessoa;
Hoje enxergo que a pior traição é o abandono.

Já acreditei que a vida era um sonho;
Hoje entendo que sonhar é o que gera vida.

Já acreditei que era um homem, sendo apenas um menino;
Já acreditei que era um menino, sendo um homem...

Já chorei como se fosse o mais dolorido;
Já senti dores mais fortes e não chorei.

Já sorri, sem achar graça;
Já achei graça sem sorrir...

Já fui só dentro de uma imensa família;
Já fui pleno ao lado de um desconhecido.

Já fui mole como "água";
Já fui "água" sendo duro.

Não podemos afirmar nada,
Somos mutantes.


 

Compartilhar
Ricardo Lemos
24/02/2017

  • 2 comentários
  • 44 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados